segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Nem tanto ao céu , nem tanto ao inferno : o papel do PT na história da política nacional

Nem tanto ao céu , nem tanto ao inferno : o papel do PT na história da política nacional 

Texto de Fernando Becker.

Estamos vivenciando um dos mais complexos e tortuosos momentos políticos de toda a história recente de nosso país ; em meio a uma enxurrada de mazelas econômicas e sociais , estamos tendo de suportar um governo completamente espúrio e ilegítimo , fruto de um bem engendrado golpe de Estado , que foi encetado através de uma infame campanha jurídico-midiática , passando como um rolo compressor por cima de todos os princípios constitucionais de nossa pobre nação . Esse panorama foi amplamente denunciado pelos principais meios de comunicação da Europa e dos EUA ( publicações como "Le Monde Diplomatique" , "The New York Times" , "The Guardian" , "Der Spiegel" , "El País" , etc . ) , mas solenemente ignorado ( e por vezes até ostensivamente defendido ! ) pelos grandes meios de comunicação brasileiros , com destaque para a revista "Veja" e a emissora de televisão "Rede Globo" . Para a grande maioria dos intelectuais europeus e americanos , o governo de Michel Temer é ilegítimo e fruto de um golpe ; para a grande mídia brasileira , é algo absolutamente natural e dentro dos padrões legais . No meio desta conjuntura , o povo brasileiro fica tensionado em um verdadeiro "cabo de guerra ideológico" : parte da população defende com unhas e dentes a presidente deposta Dilma Rousseff , e seu partido , o PT ; a outra parte execra o PT com convicção plena , e considera legítimo o governo de Michel Temer . Porém há uma pequena minoria ( dentre os quais esse obscuro escriba que vos fala ! ) que condena taxativamente o governo golpista de Michel Temer , mas que nem por isso fica incensando cegamente o malfadado Partido dos Trabalhadores ( mas sem deixar de reconhecer suas inegáveis qualidades e conquistas ) . Fazer parte desta minoria é o que há de mais difícil , pois aquele que assim se posiciona é sempre terrivelmente achincalhado e agredido pelos outros dois grupos extremos . Mas , enfim , como já diz o velho ditado : "Quem sai na chuva é pra se molhar" .  

O Partido dos Trabalhadores ( mais conhecido pela sigla PT ) , foi um dos tantos partidos políticos que tiveram o seu nascimento no fim do período da Ditadura Militar , mais precisamente em 1980 , sendo beneficiado pela Abertura Política engendrada pelo General João Figueiredo naquele período . Os militares já estavam perdendo suas forças , e Figueiredo teve a feliz ideia de acabar com o tenebroso AI-5 , e assim iniciar um processo de anistia aos que haviam sido condenados politicamente pelo nefasto regime , e também um processo de ampliação dos horizontes ideológicos da época : o pluripartidarismo voltou a ser permitido ; vários partidos que estiveram tolhidos durante o auge do Regime Militar voltaram a ter suas atividades plenamente reconhecidas pela lei ( é o caso do mais importante partido de esquerda de toda a história da política nacional : o PCB ) , e outros tantos foram criados naquela conjuntura ( é o caso do PT ) . A liberdade de expressão e a liberdade ideológica estavam paulatinamente retornando ao nosso calejado país .  

Com o fim da Ditadura Militar em 1986 ( em virtude do início do governo civil de José Sarney ) , o panorama político brasileiro vai mudando de cores paulatinamente , e as ideologias dominantes passam a ser o neoliberalismo ( ideologia dominante dos partidos de direita ) e a social-democracia ( ideologia dominante dos partidos de esquerda ) ; os velhos paradigmas de uma direita fascista e uma esquerda stalinista já estavam sendo felizmente ultrapassados ( pelo menos no que se refere à maior parte dos partidos ) . Um novo horizonte político começa a ser descortinado , e dentro deste contexto o PT merece destaque especial , como sendo o representante de uma "nova esquerda" , calcada nos interesses dos sindicatos e de toda a classe trabalhadora . Para liderar essa nova ferramenta política , nada melhor do que um legítimo membro da classe trabalhadora , alguém que poderia enxergar as mazelas do povo brasileiro "pelo lado de dentro" : o metalúrgico Luis Inácio Lula da Silva .     

Durante as décadas de 80 e 90 , o PT vai se destacando como a principal força de oposição aos injustos e ineficientes governos de José Sarney e Fernando Collor , e também ao controverso governo de Fernando Henrique Cardoso ( governo que teve inegáveis qualidades no combate à inflação , porém foi tenebroso no que se refere à distribuição de renda e nos programas sociais ) , consolidando-se como a maior força política de esquerda de nosso país . Lula vai cada vez mais se destacando como o "Lech Walesa brasileiro" , ganhando o beneplácito tanto das grandes massas trabalhadoras quanto dos intelectuais progressistas . No período situado entre 1980 e 2002 , era quase unânime a impressão de que apenas o PT poderia sanear plenamente o panorama político e social de nosso país , pois era tido como o único partido genuinamente progressista do Brasil , liderado por membros da classe trabalhadora e por intelectuais engajados . Pois é...esse "status" o PT carregou de forma quase inconteste enquanto foi apenas a "oposição ao sistema" , porém o caldo começou a entornar quando passou a ser o próprio "sistema" . 

 O ano de 2003 marca definitivamente um divisor de águas na trajetória petista ; passa a existir então um "antes e depois do governo federal" ; na condição de "representante do sistema" , o PT conhece o gosto amargo de ter grande parte de seu mito desfeito , e passa a fazer parte da galeria dos governos federais marcados por crises de corrupção e crises administrativas ; o desgosto na alma dos petistas mais idealistas passa a ser enorme , pois o sentimento preponderante em seus corações passa a ser um só : "Puxa vida , meu partido é igual a todos os outros , e eu não sabia . Perdi o "chão ideológico" que me sustentava !" . Esse drama foi enorme na alma dos petistas mais sinceros e idealistas , sendo que muitos simplesmente abandonaram o partido . Essa realidade perturbadora mostrou que nem sempre o PT estava disposto a realizar políticas progressistas ; em inúmeras ocasiões realizou políticas conservadoras e de conchavo , reproduzindo fielmente a política de todos os partidos contra os quais costumava invectivar . Mas , por outro lado , essa triste realidade não impediu o Partido dos Trabalhadores de realizar excelentes e bem sucedidos projetos sociais . É justamente esta dicotomia que precisa ser analisada com acuidade : os tenebrosos erros políticos do PT , e os maravilhosos projetos sociais que engendrou .   

Os tenebrosos erros do PT foram representados por uma teia de escândalos de corrupção , que comprometeu não apenas o governo federal mas também vários extratos de governos estaduais e municipais . Todos eles ocorriam em uma espécie de conchavo . Esses eventos passaram a desmoralizar completamente o outrora brioso e progressista Partido dos Trabalhadores , jogando sua reputação na vala . O PT estava simplesmente reproduzindo os ilícitos cometidos justamente por vários partidos contra os quais costumava descarregar sua artilharia ideológica , provando na realidade não estar muito acima deles no panorama ideológico . O escândalo do "mensalão" , uma torpe prática de compra de votos de parlamentares no Congresso Nacional ( que já havia ocorrido no Governo FHC em 1997 ) , borrou de forma indelével a trajetória do partido , marcando o ano de 2005 como o início de uma primeira grande crise no Governo Lula . A imagem do partido nunca mais seria a mesma .  

Mas toda esta sujeira não impediu o PT de realizar excelentes projetos sociais , que promoveram redistribuição de renda , combate à fome generalizada , maior acesso aos serviços públicos , maior acesso ao ensino superior , possibilidades maiores de se obter moradia e emprego . Os programas "Bolsa Família" , "Minha Casa , Minha Vida" ,  "Pronatec" , "Prouni" e "Luz Para Todos" representaram enormes progressos no panorama social brasileiro , tendo sido inclusive reconhecidos e elogiados pela ONU . Foram programas de caráter social-democrata , que tiraram milhões de pessoas da amarga condição de passar fome e não ter um teto pra se abrigar . Nenhum governo imediatamente anterior aos do PT ( Sarney , Collor , Franco , FHC ) fez sequer a metade em termos de projetos sociais .

E por fim chegamos à conclusão deste já longo e fastidioso texto : em sua trajetória no governo federal , o PT conseguiu a "proeza" de conciliar os erros mais tenebrosos com os acertos mais maravilhosos no campo social ; Lula foi um político que reproduziu os erros de seus antecessores na presidência da república , porém foi muito além deles quando o negócio era criar programas para promover a inclusão social ; Dilma Rousseff tropeçou nas próprias pernas ao fazer conchavo com políticos claramente corruptos e vendidos ( Temer e Cunha , principalmente ) , e merece todas as críticas por isso , porém deu continuidade a alguns bem sucedidos programas sociais criados por Lula , e só foi destituída do cargo de presidente mediante um infame golpe jurídico-midiático , que a condenou por ter praticado as famosas "pedaladas fiscais" que já haviam sido praticadas por FHC ( sem receber nenhum tipo de contestação ) . O PT jamais irá passar para a posteridade como o partido imaculado dos sonhos dos petistas ingênuos ou cínicos , porém também jamais poderá ser julgado da forma como a grande mídia neoliberal faz todos os dias nos grandes meios de comunicação do país , tentando borrar os evidentes progressos que o partido realizou no campo social . No lugar garantido que já tem na história da política nacional , o Partido dos Trabalhadores não ficará nem tanto ao céu e nem tanto ao inferno .  

Nenhum comentário:

Postar um comentário